ISBN – Você sabe o que é?

Tudo sobre o ISBN

ISBNVocê sabe o que é ISBN? Sim, livros também têm lá a sua burocracia. Uma delas é o International Standard Book Number, ou ISBN, um número de 13 dígitos que segue regras internacionais e que “identifica numericamente os livros segundo o título, o autor, o país e a editora, individualizando-os inclusive por edição” (e é por isso que você deve ter essas informações do seu livro ANTES de pedir o seu número). No Brasil, quem cuida disso é a Fundação Biblioteca Nacional.

Quando qualquer pessoa digita os 13 dígitos do ISBN de um livro, no Google mesmo, e clica em ‘buscar’, imediatamente encontrará todas as informação desse livro, além de ser direcionado para as livrarias online que estejam vendendo-o. Editora, autor, país, edição, número de páginas, tema, tudo que você precisar e talvez mais. É por isso que se diz que o ISBN é o RG internacional do livro.

Além disso, é a partir dele que será gerado o código de barras da obra, obrigatório para a sua venda em livrarias, por exemplo, tanto físicas quando virtuais.

Em resumo:

  • Para que serve: para identificar o livro, é uma espécie de RG internacional. Além disso, também garante os direitos autorais do autor da obra.
  • Quando pedir: você deve pedir um número novo sempre que for publicar uma edição de um livro. Neste post, Edição ou Reimpressão, eu explico a diferença entre edição e reimpressão.
  • Como pedir: através do site da Biblioteca Nacional, cujo link está ali em cima. Neste post explico o passo a passo para você mesmo tirar o seu ISBN.
  • Quem pode pedir: as editoras (pessoas jurídicas), através de seu próprio selo editorial, podem pedir o ISBN para os livros que irá publicar. Pessoas físicas só poderão fazer o pedido do número para os livros em que constam como autores ou organizadores. Caso você seja autor independente, é interessante que o número ISBN esteja em seu nome; é uma garantia dos seus direitos autorais.
  • Onde colocar: no livro impresso, o número irá na contracapa (ou quarta capa) do livro, na forma de código de barras, e na quarta página, inserido na ficha catalográfica. Em e-books, deve ir apenas na ficha catalográfica.
  • Quanto custa: em abril de 2017, o Registro como editor, obrigatório para você pedir o ISBN, custa 270 reais tanto para pessoa física quando jurídica, pagos à vista por boleto bancário. Depois disso você receberá o Prefixo Editorial, com o qual poderá pedir quantos números quiser (com as ressalvas apontadas acima) pelo valor de 20 reais cada. Além disso, há a opção de pedir o código de barras na própria Biblioteca Nacional, por 33 reais cada. (Mas atenção! Esses valores são reajustados anualmente).

É OBRIGATÓRIO: para livros que serão comercializados em livrarias (físicas ou online), uma vez que é a partir dele que o livro será cadastrado no sistema das livrarias (bem como sebos, bibliotecas etc.) e que será gerado o código de barras. É também obrigatório por lei, Lei do Livro nº 10.753/03: “na editoração do livro, é obrigatória a adoção do Número Internacional Padronizado, bem como a ficha de catalogação para publicação“.

Contudo, para quem NÃO INDICO: você não precisará de ISBN caso publique em uma plataforma de autopublicação (acesse este link para saber mais sobre isso), caso queira imprimir apenas para presentear amigos e família ou tenha sua própria plataforma de venda e não tenha interesse em comercializar seu livro em livrarias (como é o caso dos livros da Editora UFO, por exemplo, que não possuem código de barras).

Dúvidas:

  • O ISBN do livro físico e do e-book é o mesmo? Não, cada suporte tem o seu próprio número, ainda que seja o mesmo livro.
  • Já publiquei um livro com uma editora, mas meu próximo livro quero publicar de forma independente. A editora, ao publicar meu livro, o fez com ISBN e código de barras. Posso usar esse ISBN no meu próximo livro? Nem pensar, o ISBN muda ao se mudar de editora, de edição, de suporte e inclusive (surpresa!) de livro. Novo livro, novo ISBN.
  • Mas, como a editora já pediu um ISBN para mim, isso significa que não preciso me cadastrar como editor? Não quero pagar os 255 reais do cadastro. Se você quer publicar seu livro de forma independente, precisará se cadastrar como editor, já tendo ou não um livro publicado. O ponto é que a editora na qual você publicou anteriormente fez o pedido de ISBN no nome dela, e não no seu, portanto, ao se afastar dessa editora, você não poderá usar o ISBN dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *